quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O Brasil, os portugueses e a estúpida 'Lei de Talião'! - por Marcos Doniseti!

O Brasil, os portugueses e a estúpida 'Lei de Talião'! - por Marcos Doniseti



Publiquei, aqui no blog (o 'Guerrilheiro do Entardecer, ok?), uma excelente reportagem do site português (ótimo, por sinal) 'Público', a respeito da vinda de milhares de trabalhadores qualificados de Portugal para viver no Brasil (ver link abaixo), cuja economia cresce rapidamente e gera milhões de novos empregos formais, enquanto que em Portugal e na Europa as perspectivas profissionais não são nada boas, devido à forte crise que atinge o país e o Velho Mundo. 

Esse mesmo texto do 'Público' eu postei no meu blog lá no portal do Luis Nassif, que o reproduziu no seu blog. E no mesmo, vários comentaristas disseram que devíamos tratar mal aos portugueses que estão vindo para o Brasil, agora, porque eles fizeram isso com os brasileiros, anos atrás, quando milhares deles foram tentar a vida lá em Portugal.

A respeito deste assunto, eu discordei radicalmente deste posicionamento, e publiquei o texto abaixo lá no blog do Nassif e o reproduzo aqui, no 'Guerrilheiro'. Vamos lá, então:

O Brasil, os portugueses e a estúpida 'Lei de Talião'! - por Marcos Doniseti

Estamos recebendo a 'fina flor' da força de trabalho portuguesa, profissionais altamente qualificados, no auge da sua vida profissional (em torno dos 30 anos de idade) e que estão vindo para o Brasil a fim de trabalhar, casar, ter filhos, enfim, viver aqui, contribuindo para o crescimento do país nas próximas décadas.

Nos próximos anos, teremos Copa do Mundo, Olimpíadas, Pré-Sal a pleno vapor, o Etanol entrando livremente no maior mercado do mundo (os EUA) a partir de 2012 e em pouco tempo deveremos nos consolidar como a 5a. maior economia mundial. Portanto, temos tudo para dar continuidade ao atual processo de desenvolvimento econômico e social do país e por muitos anos, ainda.

Daqui a alguns anos o PIB brasileiro deverá ser ultrapassado pela Índia, com mais de 1 bilhão de habitantes e que também cresce rapidamente, mas em compensação iremos ultrapassar a França e, um pouco mais tarde, a Alemanha.

Em função disso, precisaremos de milhões de novos trabalhadores qualificados para construir uma nação brasileira verdadeiramente moderna, democrática, desenvolvida, justa e soberana.

Portanto, os portugueses, espanhóis, bolivianos, paraguaios, peruanos, haitianos, etc, que estão vindo para cá, e que irão contribuir para isso, devem ser bem recebidos por todos nós e não discriminados, como muitos dizem por aí.

Essa história de querer tratar mal aos portugueses (ou qualquer outro povo) pelo fato de que eles fizeram isso com muitos brasileiros que foram trabalhar e viver lá, há alguns anos, é uma bobagem monumental,.

Entendo que um dos diferenciais desta Nação brasileira moderna e desenvolvida que estamos construindo, em relação a outros países com maior tradição de intolerância e xenofobia é, justamente, a de termos um grau maior de tolerância e de respeito para com estrangeiros que vem trabalhar e viver aqui. Temos pessoas preconceituosas, aqui, sim, mas penso que elas não são as mais numerosas em nossa sociedade.

E se reforçarmos essa postura, de respeito e tolerância para com os diferentes, daí sim o Brasil poderá se mostrar como um país ainda mais influente e respeitado no cenário mundial, da mesma forma que já acontece hoje, não por sermos uma potência militar brutal, violenta e agressiva, que invade e destrói com outros países (como são os EUA , principalmente) mas por nos constituirmos como uma Nação que sabe conviver e respeitar com os diferentes, venham de onde vierem  (Portugal, Espanha, Haiti, Peru, Bolívia, Nigéria, etc)  e independente de qual religião, sexo, cor de pele, tendência política, etc, estas pessoas forem.

Da mesma forma que, agora, o Brasil está sendo bem visto mundialmente porque criou programas sociais de combate à pobreza extrema que são altamente eficientes (como o Bolsa-Família, que está sendo adotado pelo mundo afora em um número crescente de países) e porque é um dos países que melhor tem resistido à pior crise econômica mundial desde a Grande Depressão dos anos 1930, poderemos também, se evitarmos a estupidez e a ignorância da idiótica 'lei de Talião', aumentar o respeito e a admiração do mundo pelo Brasil se conseguirmos construir uma Nação marcada pela inclusão,  pela tolerância e pela convivência respeitosa com pessoas do mundo inteiro e de todas as origens e características (cor de pele, religião, nacionalidades, etc).

O Brasil pode vir a se transformar no grande modelo de sociedade multicultural bem-sucedida do século XXI, caracterizada pela inclusão, respeito, tolerância e pela convivência pacífica entre os diferentes que aqui vivem e viverão.

Em um mundo  que ainda é, infelizmente, fortemente marcado pela intolerância, xenofobia, racismo e preconceitos de todos os tipos e gostos, temos plenas condições de nos distinguirmos justamente pelo oposto: respeito, tolerância e convivência pacífica entre os diferentes. 

Assim, poderemos vir a ser imitados e seguidos por outros povos e nações, construindo um modelo de sociedade multicultural que será respeitado e admirado pelo mundo. E este aspecto tem tudo para ser o grande diferencial e a grande contribuição do Brasil para a Humanidade.

Que assim seja.

Links:

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2011/12/mais-de-50-mil-portugueses-pediram.html

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/crise-traz-portugueses-ao-brasil#comment-731247

http://www.publico.pt/Mundo/a-avalanche-dos-novos-portugueses-no-brasil-1526845

Nenhum comentário: