terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O governo neoliberal de Piñera e a ditadura de Pinochet: Tudo a Ver! - por Marcos Doniseti!

O governo neoliberal de Piñera e a ditadura de Pinochet: Tudo a Ver! - por Marcos Doniseti!


A notícia de que o governo de Piñera expulsou 3 mil estudantes e demitiu centenas de professores (ver link abaixo) não deve ser surpresa para ninguém, devido às origens reacionárias da sua candidatura presidencial e ao fato de que a direita pinochetista fazia parte da coligação que apoiou Piñera, mas este escondeu a participação dela na sua campanha presidencial, o que ajudou muito na sua vitória. E agora essas forças ligadas à Pinochet estão mostrando a sua verdadeira no governo chileno.

Agora, esta aí o resultado: Piñera governa usando os métodos tradicionais e brutais da ditadura de Pinochet.

Aliás, Piñera não tem como disfarçar suas conexões com a Ditadura de Pinochet, sendo que recentemente tentou eliminar dos livros escolares do país o uso da palavra Ditadura para se referir ao governo brutal de Augusto Pinochet, que matou cerca de 3 mil pessoas e que exilou centenas de milhares de chilenos, além de destruir com todas as liberdades democráticas no país após o Golpe de Estado contra o presidente democraticamente eleito do país, Salvador Allende.

Porém, devito aos imensos protestos, inclusive internacionais, Piñera recuou dessa mudança. 

O governo atual do Chile é uma semi-ditadura, que apela para uma violência crescente para poder reprimir os seus opositores e se sustentar no poder, sendo que os seus índices de aprovação são cada vez menores, estando em cerca de 26% atualmente.


O povo chileno, e não apenas os estudantes, exige uma mudança nas políticas adotadas pelo governo Piñera.O sistema educacional chileno, que foi privatizado pela ditadura de Pinochet, gera desigualdade e exclusão, algo que foi confirmado por um estudo recente da Unesco (ver link abaixo), algo que sempre foi denunciado pelo movimento estudantil do país.

Porém, em vez de mudanças, Piñera responde às crescentes mobilizações dos estudantes e do povo chileno, com uma repressão cada vez mais intensa aos movimentos sociais.

Pesquisas mostram que cerca de 76% dos chilenos apóiam as lutas dos estudantes pela construção de um sistema de educação pública, universal, gratuita e de qualidade, algo que a coalização direitista e reacionária que sustenta Piñera no governo não quer nem ouvir falar.

Cabe ao povo chileno, na próxima eleição presidencial, mudar os rumos do país e eleger um (a) presidente (a) que restaure o diálogo com os movimentos sociais e mude as políticas governamentais, ampliando fortemente os investimentos públicos, principalmente na área social, saúde e educação, que foram quase que inteiramente privatizadas na época da ditadura de Pinochet.


Para isso, é necessário que Michelle Bachelet seja candidata à presidência da República e volte a governar o Chile. Pesquisas recentes a apontam como a liderança política mais popular do país, disparado. Outra liderança bastante popular é Camila Vallejo.

Inclusive, o Partido Comunista chileno pretende lançar a sua candidatura nas próximas eleições. Que assim seja. Sua candidatura representaria um fortalecimento dos movimentos sociais e dariz voz às novas gerações de chilenos que desejam mudanças profundas nas políticas do governo chileno e nos rumos do país, querendo mais intervenção estatal, principalmente na área social.

Somente assim será possível reverter as políticas neoliberais impostas ao povo chileno pela Ditadura de Pinochet e que, agora, são reforçadas pelo governo de Piñera, cuja família se beneficiou imensamente com a Ditadura, enriquecendo fortemente durante a mesma.

Michelle Bachelet presidente Já!

Links:

Governo Piñera expulsa 3 mil estudantes e demite centenas de professores:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/19224/estudantes+e+professores+dizem+ser+alvo+de+castigos+no+chile.shtml

Pesquisa mostra elevada popularidade de Camila Vallejo e Michelle Bachelet e alta rejeição de Piñera:

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com/2011/12/pesquisa-indica-alta-rejeicao-de-pinera.html

Movimento estudantil chileno tem apoio de 76% da população:


http://www.tvt.org.br/blog/chile-movimento-estudantil-cresce-e-tem-amplo-apoio

Modelo de Educação chileno gera desigualdade e exclusão, diz a Unesco:


http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/18359/segundo+relatorio+da+unesco+modelo+de+educacao+chileno+gera+desigualdade+e+exclusao.shtml

Em plebiscito, 90% dos chilenos apóiam os estudantes:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=7&id_noticia=165961

Piñera desiste de retirar palavra Ditadura dos livros escolares para se referir à Ditadura de Pinochet:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=7&id_noticia=172741

Nenhum comentário: