domingo, 19 de agosto de 2012

As perspectivas do PSDB! - por Marcos Doniseti!

As perspectivas do PSDB! - por Marcos Doniseti!
 


O respeitado economista, jornalista e blogueiro Luis Nassif acredita que, com a mais do que provável derrota de Serra na eleição para a prefeitura de São Paulo, será possível levar adiante um processo de renovação do PSDB.


Bem, não é a primeira vez que o Nassif diz isso. Antes da eleição presidencial ele dizia a mesma coisa e a tal renovação dos tucanos não aconteceu. 


E penso que essa renovação não irá acontecer, nem agora, nem nunca. E por uma razão muito simples: Não há ninguém no PSDB que possa liderar e levar adiante um processo desta natureza. 


Vejamos, por exemplo, o caso de Alckmin e de Aécio, que são os dois principais líderes do partido, atualmente.


Afinal, qual é a grande obra social do atual governo Alckmin?


O Pinheirinho e a transformação da Rota numa força de extermínio dos 3 Ps: 'pretos, pobres e prostitutas'?


Sem falar do Apagão do Metrô paulistano, que já foi um dos melhores e mais modernos do mundo e que, hoje, encontra-se em situação catastrófica, com paradas quase que diárias de alguma linha, embora a Soninha Francine diga que sempre que ela usa o Metrô o mesmo está sempre 'sussa'. Só se for para ela, pois para os milhões de pessoas que o utilizam diariamente, o mesmo está sempre numa situação caótica. 


Quanto à Aécio, ele é um político oco e vazio. Alguém conhece, afinal, alguma idéia ou proposta dele? O que ele fez de relevante no Senado, nestes quase dois anos de mandato? Ao que me consta, nada.


E o Serra, com a quase que inevitável derrota na eleição para a prefeitura paulistana, estará definitivamente enterrado politicamente. Ainda bem.


Tirando esses, sobra quem, no PSDB, que poderia levar adiante um projeto de renovação do partido? Beto Richa? Marconi Perillo? Yeda Crusius?


Não tem ninguém.


Após a derrota de Serra, e independente de quem seja o próximo prefeito de São Paulo (penso que será Haddad), o fato é que nem mesmo a vitória na eleição para o governo do estado de SP é algo certo para os tucanos.


Basta ver que, na capital paulista, segundo o Ibope, o governo Dilma é aprovado por 55% dos eleitores, enquanto que Alckmin é aprovado por apenas 41%.


E segundo a pesquisa CNT-Sensus mais recente, numa disputa com Aécio pela Presidência da República, Dilma teria 75% dos votos válidos. E Lula chegaria a espantosos 83%.


Logo, a derrota dos tucanos na eleição presidencial de 2014 já é, praticamente, uma certeza.


Assim, com Alckmin fazendo um governo fraquíssimo em SP e confirmando-se a vitória de Haddad na eleição municipal deste ano, nem mesmo a manutenção do governo do estado nas mãos do PSDB é algo garantido em 2014.


E se perder as eleições para os três cargos mais importantes do país (Presidência da República, Governo do estado de SP e Prefeitura da capital paulista) sobrará o que do PSDB?


Apenas os cacos. E o último que sair, que não se esqueça de apagar a luz.


É por já ter percebido que o PSDB irá desmoronar nos próximos anos, que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, já praticamente lançou a sua candidatura à Presidência da República em 2018.


Campos tentará, provavelmente, articular-se politicamente com forças como Aécio Neves, Kassab, entre outros, a fim de penetrar no eleitorado de outras regiões do país e, assim, viabilizar a sua candidatura à Presidente em 2018.


Aposto muito mais em Eduardo Campos como um futuro adversário do PT, a partir de 2015, do que em qualquer tucano. Daí, se ele irá conseguir se eleger Presidente ou não, já são outros 500. Mas ele é muito mais viável do que qualquer tucano. 


Quanto ao PSDB, penso que o futuro do partido é o de um progressivo e gradual esvaziamento e que deverá se acelerar à medida que for ficando claro, para muitos líderes e políticos do partido, que o mesmo não representa mais uma alternativa clara de poder. 


E partido que deixa de representar uma alternativa clara de poder, já era. Fim de linha. 


É o que deverá acontecer com o PSDB nos próximos anos. 


Link:


http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-futuro-do-psdb-na-era-pos-serra

Nenhum comentário: