sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Ibope e Datafolha mostram cenários diferentes em SP! - por Marcos Doniseti!

Ibope e Datafolha mostram cenários diferentes em SP! - por Marcos Doniseti!

Enquanto no Ibope, Russomanno subiu 4 p.p., no Datafolha ocorreu exatamente o contrário, com ele caindo 3 p.p.


Afinal, quem está certo  nessa história? O Ibope ou o Datafolha? 




O Ibope divulgou hoje a sua mais recente pesquisa eleitoral para a prefeitura de São Paulo e que mostrou os seguintes resultados (entre parêntesis coloco o resultado da pesquisa anterior):

Russomanno 35% (31%);
Serra 19% (20%);
Haddad 15% (16%).

Tais resultados mostram que Russomanno voltou a crescer e que Serra e Haddad estão com tendência de queda.

O problema desta pesquisa Ibope é que ela entra em choque com o cenário que foi mostrado na mais recente pesquisa Datafolha, divulgada ontem, que deu os seguintes resultados:

Russomanno 32% (35%);
Serra 20% (21%);
Haddad 17% (16%).

Assim, enquanto o Ibope mostra Russomanno subindo 4 p.p., o Datafolha mostrou exatamente o contrário, ou seja, o candidato do PRB caindo 3 p.p.

Assim, um dos dois institutos errou na pesquisa. Afinal, a tendência de Russomanno é a de cair ou a de subir? Vá saber...

Também no caso de Haddad, os dois institutos apontam trajetórias conflitantes.

Enquanto Serra continua com tendência de queda nos dois institutos, Haddad tem uma tendência clara de subir no Datafolha e de queda no Ibope. 

Afinal, a tendência de Haddad é a de subir ou a de cair? Vá saber...

Uma pesquisa eleitoral mostra uma aproximação da realidade num determinado momento e elas podem ter algumas pequenas diferenças quando são realizadas na mesma época, como é o caso das pesquisas Datafolha (feita nos dias 10 e 11 desta semana) e Ibope (feita nos dias 10, 11 e 12 desta semana).

Mas elas devem, se foram feitas de maneira correta,  apontar as mesmas tendências. Se um candidato sobe em uma pesquisa feita por um instituto, deve ter a mesma tendência de crescimento numa pesquisa feita por outro instituto. 

Portanto, há um conflito claro nestas pesquisas Ibope e Datafolha que, principalmente, no caso de Russomanno apontam para tendências radicalmente distintas. 

Com a palavra, o Ibope e o Datafolha.

Nenhum comentário: