sexta-feira, 12 de outubro de 2012

PT X PSOL: Afinal, quem é conservador, mesmo? - por Marcos Doniseti!

PT X PSOL: Afinal, quem é conservador, mesmo? - por Marcos Doniseti!


Edmilson Rodrigures, candidato do PSOL no 2o. turno em Belém (PA), recebe o apoio do PT para poder derrotar candidato do PSDB. 
Os líderes, militantes e simpatizantes do PSOL adoram dizer que seu partido, sim, é que é autenticamente de Esquerda, enquanto que o PT teria se descaracterizado e se tornado um partido conservador. 

Mas, sugiro que leiam essas duas notícias abaixo e confiram, afinal, quem é que está adotando as práticas políticas de um partido conservador, mesmo:


1) PT decide apoiar candidato do PSOL em Belém (PA), contra candidato tucano:


PT declara apoio a Edmilson no segundo turno em Belém - do blog 'Contraponto':


Agora é oficial: O Partido dos Trabalhadores (PT) apoia o candidato do PSol, Edmilson Rodrigues, no segundo turno das eleições para a prefeitura de Belém. 

O acordo foi fechado em reunião no início da tarde de ontem e será oficializado hoje (10), às 16h, durante encontro de lideranças das duas legendas. O PT é o primeiro partido, entre os derrotados no primeiro turno, a anunciar os rumos que tomará na disputa a partir de agora. 

Pesou na decisão dos petistas a possibilidade de derrotar Simão Jatene, que apoia Zenaldo Coutinho.“Vamos anunciar não apenas apoio, mas nosso engajamento na campanha com todas as lideranças petistas, vereadores da atual e da nova bancada”, disse o deputado estadual Carlos Bordalo, que responde interinamente pela direção estadual do PT no Pará.

Além de Bordalo, a reunião de ontem teve a presença do deputado estadual Alfredo Costa que concorreu à prefeitura no primeiro turno; do candidato a vice na chapa dele, Cláudio Arroyo; e do presidente do diretório municipal da legenda em Belém, Apolônio Brasileiro. À noite, os petistas fizeram reunião interna para definir detalhes da participação da legenda na campanha de Edmilson.

O acordo entre PT e o candidato do PSol foi finalizado após Edmilson dizer sim a quatro exigências dos petistas. A primeira é que o programa de governo de Edmilson aproveite propostas apresentadas por Alfredo no primeiro turno.

Link:

http://contrapontomaraba.blogspot.com.br/2012/10/pt-declara-apoio-edmilson-no-segundo.html



Enquanto isso, vejam o que o PSOL decidiu fazer no segundo turno na eleição de Salvador (a terceira maior cidade brasileira), onde um candidato do PT, Nelson Pelegrino, enfrentará ACM Neto (DEM), que é o herdeiro de um dos clãs coronelísticos mais retrógrados do país.



Nelson Pelegrino é o candidato que pode impedir a vitória de ACM Neto em Salvador, terceira maior cidade brasileira, mas o PSOL decidiu se omitir no 2o. turno. 



2) PSOL confirma posição neutra no segundo turno em Salvador


Conforme antecipado pelo Bahia Notícias, o PSOL confirmou na tarde desta quinta-feira (11) que não apoiará nenhum dos dois candidatos a prefeitura de Salvador no segundo turno.

Link:



Assim, questiono: Que raio de partido que se diz de Esquerda é esse, que é o PSOL, que contribui para a vitória de um ACM Neto?

É o fim da picada...



Além disso, agora surgiu mais uma informação que confirma o caráter conservador do PSOL. Na capital do Amapá, Macapá, o candidato do PSOL fechou uma aliança com o DEM, PSDB e PTB.

Para confirmar essa confirmação, leiam isso:

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com.br/2012/10/em-macapa-candidato-do-psol-recebe.html

2 comentários:

Construção Criativa disse...

O PSOL não virou conservador, pode ser comprovado no exame de DNA que o pai dessa criatura eram as forças anti-comunistas mais fortes: o empresariado paulista (da Operação BAndeirantes); a igreja Católica, Apostólica Cracoviana e o Golbery. Ah, onde se lê PSOL entenda-se...

Marcos Doniseti disse...

O PSOL é um partido que adota um discurso purista, mas cuja prática é diferente do discurso.

Ao mesmo tempo em que participou da luta contra o Golpe e, agora, luta pelo 'Fora Temer', ele ficou anos pedindo pela prisão de Lula e dos dirigentes do PT (Genoíno, Zé Dirceu) e atacando duramente ao PT, usando de um discurso moralista-udenista que contribuiu muito para enfraquecer o PT. E isso abriu caminho para a vitória do Golpe.