domingo, 2 de dezembro de 2012

'FHC, o Golpista', revela que Congresso Nacional e Partidos Políticos serão as próximas vítimas de massacre midiático! - por Marcos Doniseti!

'FHC, o Golpista', revela que Congresso Nacional e Partidos Políticos serão as próximas vítimas de massacre midiático! - por Marcos Doniseti!

Se dependesse de FHC, o Brasil se tornaria uma mero protetorado dos EUA.

Em artigo reproduzido pelo site 'Brasil 247', o ex-presidente FHC (o mesmo que modificou a Constituição em proveito próprio para poder se reeleger, gerando um caso de compra de votos de inúmeros parlamentares) disse que a Grande Mídia e o Ministério Público já cumprem adequadamente com o seu papel.

Vejam o que ele escreveu:

O que entristece, porém, não é só a conduta de algumas pessoas. É o silêncio das instituições democráticas. A mídia fala e cumpre seu papel. Cumpre-o tão bem que é confundida pelos que sustentam os malfeitos como se fosse ela e não a polícia quem descobre os desatinos ou como se servisse à oposição interessada em desgastar o governo. Recentemente, algumas instituições de estado começaram a agir responsavelmente: o Ministério Público pouco a pouco perdeu o ranço ideológico para se concentrar no que lhe é devido, a defesa da lei em nome da sociedade. Os tribunais, especialmente depois de o Conselho Nacional de Justiça ser organizado, começam a sacudir a poeira e a julgar, dando-lhes igual o réu ser potentado ou pobretão. Mas o Congresso e os partidos estão longe de corresponder aos anseios dos que escrevemos a Constituição de 1988.


Assim, FHC revelou que o Congresso Nacional e os Partidos Políticos serão as próximas vítimas do massacre midiático que já ocorre, diariamente, com o ex-Presidente Lula, com o PT e com a presidenta Dilma. 

Abra o olho, classe política brasileira! 

Se vocês não se mobilizarem e reagirem à este massacre midiático, que visa criar as condições para levar adiante um Golpe de Estado parlamentar-midiático-judiciário (muito semelhantes ao que vimos em Honduras, em 2009, e no Paraguai em 2012), vocês serão as próximas vítimas deste processo ultra-reacionário e golpista que está em pleno andamento. 

Daqui em diante, veremos o desenvolvimento de um crescente e brutal massacre da Grande Mídia contra as únicas instituições que, ainda, garantem a manutenção do Brasil como um país democrático e liberal, que são o Congresso Nacional e os Partidos Políticos. 

O poder Judiciário (vide o julgamento da AP 470), a Grande Mídia e grande parte da 'intelectualidade' tupiniquim já embarcou inteiramente neste Golpe de Estado em andamento. 

Agora, com este artigo, FHC já deu a senha, avisando quem deverá ser violentamente atacado a partir de agora.

Somente uma crescente mobilização dos segmentos da sociedade brasileira que defendem a manutenção do Brasil como um país democrático é que poderá inviabilizar a vitória deste movimento golpista, que está em pleno processo de desenvolvimento. 

E para isso será fundamental uma medida que, embora seja uma determinação da própria Constituição brasileira, ainda não foi levada adiante, que é a adoção de uma lei que regulamente o funcionamento da mídia no país. 

Por isso, a palavra de ordem dos setores progressistas da sociedade brasileira deverá ser, nos próximos anos, Ley de Medios Já!

Somente a aprovação de uma lei que garanta a democratização da propriedade dos veículos de comunicação no país (com perfil semelhante à Ley de Medios da Argentina) é que poderá vir a enfraquecer, de forma significativa, o poder de pressão destes grandes grupos midiáticos familiares (Mesquisa, Marinho, Frias de Oliveira, Civita) que, hoje, são a vanguarda do movimento golpista em andamento. 

Caso isso não seja feito, os políticos brasileiros que se preparem, pois serão as próximas vítimas deste massacre midiático que está sendo levado adiante neste momento.

Tal como a UDN, que nunca conseguiu, de fato, derrotar a aliança PSD-PTB em uma eleição presidencial (a vitória de Jânio Quadros, em 1960, foi dele e não da UDN, até porque Jânio nunca deu valor algum para os partidos políticos), FHC já percebeu que se depender do voto popular, a atual presidenta Dilma Rousseff será reeleita e, assim, o PT e os partidos aliados continuarão a governar o Brasil por mais 4 anos a partir de 2015. 

Assim, o mesmo FHC que mudou a Constituição em proveito próprio, para poder se reeleger (o que foi um verdadeiro Golpe de Estado disfarçado), agora vem a público defender um novo Golpe de Estado, pois ele já percebeu que se depender da vontade popular a oposição do PSDB-DEM-PPS (que saiu visivelmente enfraquecida destas eleições) jamais voltará a comandar o país. 

Com isso, as forças políticas e sociais retrógradas e reacionárias, das quais o PSDB-DEM-PPS são os grandes representantes e defensores, estão apelando para levar adiante um Golpe de Estado que visa destruir com a popularidade de Lula, do governo Dilma, do PT e dos partidos aliados. 

Assim, os movimentos sociais que dão sustentação (embora não de forma integral) ao governo Dilma, ficarão acuados, o mesmo acontecendo com o Congresso Nacional e com os Partidos Políticos que apoiam o atual governo federal.

Desta maneira, estará aberta a estrada que levará ao Golpe de Estado parlamentar-midiático-judiciário, levando as forças extremistas da Direita reacionária ao comando do país novamente. 

Somente com uma crescente mobilização popular organizada em defesa da Democracia e com a aprovação de uma Ley de Medios é que se poderá conter o fortalecimento e a radicalização da Grande Mídia e do movimento golpista no Brasil, do qual o ex-presidente FHC demonstra ser o grande estrategista. 

FHC já avisou: O Congresso Nacional e os Partidos Políticos serão as próximas vítimas do movimento golpista capitaneado pela Grande Mídia.

Te cuida, povo brasileiro!

Link:

Artigo de 'FHC, o Golpista':

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/86763/Com-melancolia-e-revolta-FHC-quase-joga-a-toalha-Dilma-contesta-FHC-defende-era-Lula.htm

Um Golpe de Estado em andamento:

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com.br/2012/09/um-golpe-de-estado-em-andamento-por.html

Nenhum comentário: