sábado, 8 de junho de 2013

Zé Dirceu confirma: Aumento da taxa Selic está relacionado com as contas externas e não com a inflação! - por Marcos Doniseti!

Zé Dirceu confirma: Aumento da taxa Selic está 

relacionado com as contas externas e não com a inflação! 

- por Marcos Doniseti!


Zé Dirceu escreveu que a desvalorização do Real e o aumento da Selic estão intimamente relacionadas, confirmando a análise feita por este modesto blogueiro. 

Zé Dirceu confirma, em seu blog, a análise feita por este modesto blogueiro a respeito do aumento da Selic: Ela está ligada à necessidade de desvalorizar o Real para tornar as exportações brasileiras mais competitivas e não tem nada a ver com a inflação passada, que está em processo de queda acelerada.

Assim, como a desvalorização do Real, que é muito necessária a fim de aumentar o superávit comercial e reduzir o déficit nas contas externas (transações correntes), gera pressões inflacionárias, o Banco Central decidiu se antecipar a isso e promoveu reajustes preventivos da Selic.

Desta maneira, o Real pode ser desvalorizado sem que isso acabe por aumentar fortemente a inflação, o que reduziria o poder aquisitivo da população. 

Leiam abaixo o texto de Zé Dirceu a respeito do assunto:

Inflação cai sem nenhuma ligação com aumento da Selic - por Zé Dirceu, em seu blog 
Publicado em 08-Jun-2013
Como era esperado, a inflação cai e ficará no máximo no mesmo nível da de 2012 (5,84%), sem nenhuma relação com a decisão do Banco Central de aumentar a taxa Selic, cujos efeitos sobre os preços serão quase nulos.

O IPCA desacelerou de 0,55% em abril para 0,37% em maio. É a menor taxa desde junho de 2012, quando foi de 0,08%.  O acumulado dos cinco primeiros meses do ano ficou em 2,88%.

A variação dos preços dos alimentos passou de 0,96% em abril para 0,31% em maio. O tomate – que chegou a ser apontado ridiculamente como o vilão do Brasil – teve queda de 10,31% em seu valor.

Já  inflação medida pelo INPC variou 0,35% em maio, abaixo do resultado de 0,59% de abril.

Essa queda da inflação nos dá um indicativo do IPCA em 2013. Como já dissemos aqui,ela ficará dentro da meta mais a banda estabelecida pelo governo, apesar da histeria da oposição e da mídia de direita.

Câmbio

Ao analisar o valor do dólar, é preciso ver suas diversas perspectivas. Já alertamos aqui para o impacto negativo que a valorização do real tem sobre a nossa indústria.

A presidente da Petrobras, Graça Foster, disse ontem, que o câmbio atual não é bom para a empresa porque 78% da dívida da companhia está em dólar. Além disso, com o dólar em baixa, fica mais fácil para a Petrobras importar.

Mas se ele se desvaloriza, nossas exportações caem ainda mais. E pior: as importações ficam baratas e crescem ainda mais.

O câmbio é decisivo na hora de reduzir custos de nossa indústria e aumentar sua produtividade e competitividade. Isso sem falar que nossos concorrentes se apoiam exatamente na desvalorização de suas moedas para exportar mais e importar menos.


Links:

Zé Dirceu: A desvalorização do Real e o aumento da Selic: 

http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=18441#.UbNOBmW353g.twitter

Aumento da Selic: São as contas externas, estúpido!

http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2013/05/governo-dilma-aumento-da-taxa-selic-sao.html

Afinal, porque o Banco Central aumentou a Selic para 8% ao ano:

http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2013/05/afinal-porque-o-banco-central-aumentou.html

Nenhum comentário: