quinta-feira, 1 de maio de 2014

Dilma e o 'Tripé Social' - por Marcos Doniseti!

Dilma e o 'Tripé Social' - por Marcos Doniseti!

Dilma e o Povo: Tudo a Ver!

A Grande Mídia vive falando do tal 'tripé macroeconômico' (metas de inflação, câmbio flutuante, contas públicas) para criticar o governo Dilma. A inflação está dentro das metas há 10 anos seguidos, o câmbio continua flutuando normalmente (com o Banco Central atuando apenas para evitar que haja oscilações excessivas, para cima ou para baixo) e as contas públicas apontam para a menor dívida líquida do setor público em quase 20 anos, com um percentual de 34,2% do PIB (em Março deste ano). 

E agora, no discurso do Primeiro de Maio, Dilma apresentou um outro tripé, que foi o 'Tripé Social', do qual fizeram parte o Salário Mínimo, o reajuste da tabela do IR e  o reajuste de 10% no valor dos benefícios do Bolsa Família. 

Ao fazer isso, Dilma retomou a ofensiva política, como disseram Antonio Lassance e Rodrigo Vianna, e colocou novos temas em debate nesta campanha eleitoral que já está em pleno andamento há muito tempo.

Afinal, a política de valorização do salário mínimo, adotada pelos governos Lula e Dilma, terá continuidade caso Aécio ou Eduardo Campos sejam eleitos? Há sérias dúvidas sobre este assunto. Vamos esclarecer isso, candidatos?

Agindo assim, Dilma mudou a pauta do debate, pelo menos por um certo período de tempo, e colocou a oposição contra as cordas. Agora, Aécio e Campos terão que se pronunciar a respeito destes assuntos e dizer, afinal, o que farão com relação aos programas sociais, ao salário mínimo e à tabela do IR. 

Tais políticas terão continuidade em seus eventuais governos ou serão interrompidas? Afinal, o saláriio mínimo continuará tendo aumentos reais anuais, como acontece desde o segundo mandato do governo Lula? O Bolsa Família será modificado? E o reajuste anual da tabela do IR, que ocorre desde o segundo mandato do governo Lula, vai ser mantido ou não?

A julgar pelas declarações recentes de Aécio e Campos, os mais pobres e os assalariados tem motivos de sobra para se preocuparem com as suas propostas, que apontam no sentido de reforçar a política de combate à inflação, o que exigirá uma combinação de corte de gastos públicos, aumento de juros e arrocho salarial, e que falam de forma insistente em adotar medidas que irão resultar na elevação das tarifas de energia e de combustíveis, principalmente. 

Durante os governos Lula e Dilma, a história acima tornou-se bastante comum no Brasil. E com Aécio ou Eduardo Campos no comando do país, será que isso terá continuidade? 

Tudo isso irá acarretar grandes prejuízos ao conjunto da classe trabalhadora brasileira, sem dúvida alguma. Por isso, Aécio e Campos tem a obrigação de vir a público se explicar sobre as suas verdadeiras intenções para governar o Brasil pelo período de 2015-2018.

Durante a campanha presidencial, Dilma poderá apresentar outras combinações de 'Tripé Social' para cobrar dos candidatos de oposição uma definição sobre as políticas públicas adotadas atualmente. 

Entre as combinações, teríamos: 

1) Minha Casa Minha Vida, ProUni e Mais Médicos;

2) Pronatec, SAMU e Pronaf;

3) Fies, Brasil Sorridente e Ciência Sem Fronteiras.

E assim por diante. 

Afinal, quais serão essas Medidas Impopulares, Aécio? Você tem obrigação de esclarecer isso para o povo brasileiro.

A julgar pelas declarações recentes de Aécio e Campos, os mais pobres e os assalariados tem motivos de sobra para se preocuparem com as suas propostas, que apontam no sentido de reforçar a política de combate à inflação (o que exigirá uma combinação de corte de gastos públicos, aumento de juros e arrocho salarial). 

E então, Aécio e Campos, vamos conversar?

Links:

Antonio Lassance e a ofensiva política de Dilma:

http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/-Dilma-voltou-a-ofensiva-no-discurso-para-o-1%B0-de-Maio/4/30834

Rodrigo Vianna e a resposta de Dilma ao massacre midiático:

http://www.rodrigovianna.com.br/plenos-poderes/e-dilma-falou-resposta-ao-massacre-midiatico.html

Dilma mandou recado claro para a oposição:

http://www.vermelho.org.br/noticia/241210-1

Entrevista de Armínio Fraga ao 'Estadão':

http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-geral,gasto-publico-deveria-ser-limitado-por-uma-lei-diz-arminio-fraga,181922,0.htm

Analisando e 'traduzindo' a entrevista de Armínio Fraga para o 'Estadão':

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com.br/2014/04/arminio-fraga-explica-como-os-tucanos.html

Nenhum comentário: