sábado, 27 de setembro de 2014

Datafolha confirma: Na classe C, Dilma cresce e Marina despenca! - por Marcos Doniseti!

Datafolha confirma: Na classe C, Dilma cresce e Marina despenca! - por Marcos Doniseti!

A taxa de desemprego no Brasil despencou de 11,7% em Agosto de 2002 para 5% em Agosto de 2014, acumulando uma redução de 57,3% durante os governos Lula e Dilma. 

Ontem à noite eu postei na minha página no Facebook e aqui blog um texto mostrando que a nova 'onda' nesta reta final de campanha era o crescimento de Dilma na classe C, o que estava levando a Presidenta a tirar votos de Marina neste segmento e a ampliar a vantagem sobre a candidata preferida do Itaú, dos banqueiros e dos EUA.

Na pesquisa Datafolha, a 'classe C' faz parte da chamada 'classe média intermediária' e a mesma representa 32% do eleitorado e é formada por famílias com renda entre 2 e 5 salários mínimos mensais (de R$ 1448 a R$ 3.620).

E hoje a mesma 'Folha' publica matéria que confirma exatamente o que eu havia dito, mostrando que Dilma abriu uma vantagem de 7 p.p. sobre Marina neste segmento do eleitorado, passando a ter 37%, contra 30% da candidata do PSB.

Na pesquisa anterior, Dilma e Marina tinham as mesmas intenções de voto (34%) e estavam rigorosamente empatadas junto à classe média intermediária.

Assim, a campanha de Dilma acertou em cheio em mostrar que os planos econômicos de Marina serão fortemente prejudiciais justamente à 'classe C', que se ampliou de forma significativa e que ascendeu social e economicamente durante os governos Lula e Dilma.



Entre 2003-2014 o salário mínimo foi reajustado em 262%, passsando de R$ 200 para R$ 724. E para 2015, o reajuste elevará o valor do mesmo para R$ 780, acumulando um reajuste de 290% desde 2003. 

Vamos procurar esclarecer esses eleitores mostrando que as medidas defendidas por Marina e Aécio irão resultar em arrocho salarial, recessão, aumento do desemprego, da pobreza, da miséria, na elevação dos preços das tarifas públicas (energia, telefone, combustíveis) na submissão total do Brasil aos EUA, na entrega da política econômica para o controle dos banqueiros e na perda de soberania e do controle nacional sobre as nossas riquezas, como o pré-sal. 

E para isso o papel dos militantes é fundamental, procurando conversar com os eleitores indecisos e com aqueles que ainda não estão totalmente convictos de sua escolha. 

Vamos mostrar para eles que uma eventual vitória de Marina ou de Aécio representará um gigantesco retrocesso para as camadas populares e será péssima para o país. 

E como eu já afirmei ontem, repito agora: Se este processo continuar até o dia 05 de Outubro, Dilma dificilmente deixará de vencer a eleição no 1o. turno.

Vamos à luta, companheiros e companheiras!

Links:

Datafolha: Dilma abre vantagem sobre Marina entre a classe C:

http://painel.blogfolha.uol.com.br/2014/09/27/com-ataques-a-marina-dilma-avanca-na-classe-c-que-pode-decidir-a-eleicao/

Datafolha mostra nova 'onda' na campanha presidencial, com Dilma crescendo na classe C e Marina despencando na mesma:

http://guerrilheirodoanoitecer.blogspot.com.br/2014/09/temos-uma-nova-onda-na-campanha.html

Marina se propõe a fazer tudo o que os EUA desejam:

http://www.afp.com/pt/noticia/marina-vai-aos-eua-em-busca-de-novas-parcerias#.VCa5BlJ5Rqk.twitter

Imprensa francesa: Marina é a nova cara da Direita Neoliberal brasileira!

http://tijolaco.com.br/blog/?p=21515

Marina Silva é parte de um plano dos EUA para desestabilizar o Brasil:

http://www.institutojoaogoulart.org.br/noticia.php?id=12003

Taxa de desemprego de 5% em Agosto é a menor da história para o mês:

http://www.ocafezinho.com/2014/09/25/ibge-aponta-emprego-pleno-no-brasil/

Nenhum comentário: