quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Datafolha/Pesquisa espontânea! - Dilma já tem 47,3% dos votos válidos! - por Marcos Doniseti!

Datafolha/Pesquisa espontânea! - Dilma já tem 47,3% dos votos válidos! - por Marcos Doniseti!


A expressão no rosto dos candidatos expressa, melhor do que qualquer pesquisa, o atual momento de cada um deles na campanha presidencial. 

Marina despencou 4 p.p. em apenas 12 dias; Dilma subiu 5 p.p. e Aécio subiu 4 p.p.

Pesquisa Espontânea do Datafolha de 29 e 30 de Setembro:

Dilma 35%;
Marina 20%;
Aécio 16%;
Outros 3%. 

Assim, no cenário atual, no total, temos: Dilma 35% X 39% Outros. 

Em votos válidos, dá o seguinte: Dilma 47,3% X 52,7% Outros.

Desde a pesquisa feita nos dias 08 e 09 de Agosto, Dilma subiu de 27% para 35%. E esta ascensão se deu em 4 pesquisas consecutivas, sendo que nas duas últimas ela cresceu 5 p.p.

Assim, ela sobe 2 p.p. a cada pesquisa realizada. E quando mais se dá a queda de Marina, maior é o número de votos que Dilma conquista da candidata do PSB. 

Mantida essa tendência, e que geralmente se reforça nos últimos dias de campanha (porque é o momento em que muitos eleitores decidem o voto), não duvido que Dilma chegue ao dia da eleição com um patamar de 40% ou 41% dos votos totais.

Parto do princípio de que Aécio irá pegar alguns votos da Marina, cuja queda parece não ter fim, mas que Dilma irá crescer mais do que o tucano até o dia 05 de Outubro. 

Porque além do fato de que irá tirar votos da Marina, Dilma também se beneficia pelo fato de ser a 1a. colocada (ainda existe eleitor que vota em quem está em 1o. lugar, embora devam ser bem poucos), de ter uma militância sem igual e também de ter o apoio do Lula, além de ter muito o que mostrar em termos de realizações.

Aécio, por sua vez, subiu 6 p.p. em 3 pesquisas consecutivas, ou seja, 2 p.p. a cada pesquisa. Mantida e reforçada essa tendência, ele poderá chegar a uns 20-21% dos votos totais. 

E Marina caiu 4 p.p. em duas pesquisas consecutivas. Assim, ela está perdendo 2 p.p. a cada pesquisa. E com essa tendência sendo mantida e reforçada, ela poderá cair para uns 15% dos votos totais. 

Como Aécio está se aproximando de Marina, é bem possível que muitos eleitores tucanos dela, que a viam como a candidata mais forte para derrotar Dilma num eventual segundo turno, acabem mudando de ideia e decidam votar em Aécio.

Mas a queda de Marina, e como já está acontecendo, também transfere votos para Dilma. Logo, ela e o tucano irão dividir o eleitorado marinista que poderá abandonar Marina nos próximos dias. 

Assim, a queda de Marina poderá se acelerar ainda mais até Domingo. 

Os outros candidatos somados tem 3 p.p. E na pesquisa estimulada eles obtém o mesmo percentual. Logo, dificilmente eles irão ultrapassar esses 3% na eleição. 

Mantida essa tendência (de crescimento de Dilma e de Aécio e de queda cada vez mais rápida de Marina) até o dia 05 de Outubro, é bem possível que tenhamos um resultado parecido com esse aqui (entre parêntesis coloco os votos válidos):

Dilma 41% (51,3%);
Aécio 21%; (26,3%);
Marina 15% (18,7%);
Nanicos 3% (3,7%).

Assim, mantidas as tendências atuais, Dilma terá grandes chances de vencer a eleição, obtendo algo como 51% a 52% dos votos válidos. 

Obs: Nota-se que este é o voto espontâneo, que é considerado como sendo muito mais sólido do que o estimulado.

Link:

http://media.folha.uol.com.br/datafolha/2014/10/01/intencao_de_voto_e_avaliacao_presidente.pdf

Nenhum comentário: