sábado, 10 de janeiro de 2015

Atentado contra o 'Charlie Hebdo' não tem nada a ver com a liberdade de expressão! - por Marcos Doniseti!

Atentado contra o 'Charlie Hebdo' não tem nada a ver com a liberdade de expressão! - por Marcos Doniseti!


Radicais islâmicos receberam, ao longo do tempo, ajuda militar e econômica do Ocidente (dos EUA em especial, como na época da Guerra contra os soviéticos no Afeganistão), mas não demora muito para se voltar contra o mesmo. Bin Laden e o Taleban que o digam... 

Abaixo, postei um link com uma excelente entrevista feita com o cartunista Laerte, onde o mesmo comenta o que estaria por trás do atentado, cometido por radicais islâmicos ligados à Al-Qaeda do Iêmen (de onde a família de Bin Laden é originária), contra o Charlie Hebdo, e diz que o mesmo não tem nada a ver com a questão da liberdade de expressão. Para Laerte o objetivo do atentado é político.

Segundo Laerte, o objetivo do atentado em Paris têm como finalidade gerar mais intervenção militar do Ocidente nos países muçulmanos, pois isso é o que irá fortalecer ainda mais os extremistas islâmicos que foram os responsáveis pelo atentado em Paris. 

Para os extremistas islâmicos que lutam contra as forças do Ocidente ou de governos muçulmanos que são aliados do mesmo (e que são considerados 'Apóstatas' pelos radicais islâmicos) o grande objetivo é obter apoio popular dentro dos países muçulmanos para poder enfrentar e derrotar as forças invasoras do Ocidente que interviram, destruíram e ocuparam os seus países (casos do Iêmen, Líbia, Síria, Iraque, Afeganistão, Paquistão, etc). 

No caso da Al-Qaeda, por exemplo, que se espalhou por muito países muçulmanos, ela sempre atacou as forças militares do Ocidente presentes em países muçulmanos (Arábia Saudita, Iraque, Iêmen, Sudão, etc), bem como sempre procurou obter o apoio popular da maioria dos muçulmanos para essa luta, algo que Bin Laden nunca conseguiu obter, de fato. 

Simultaneamente, na Europa, está se espalhando e se fortalecendo o sentimento chamado de 'islamofobia', pelo qual uma crescente parcela da população do Velho Mundo está se sentindo cada vez mais incomodada com a presença de tantos imigrantes estrangeiros, principalmente daqueles originários de países muçulmanos (Argélia, Turquia, Marrocos, Paquistão, Índia, etc) e, com isso, a discriminação, o preconceito e a intolerância contra eles cresce a cada ano que passa. 

E a Extrema-Direita europeia do Velho Mundo é a força política que mais defende e promove a 'islamofobia' e cresceu muito eleitoralmente nos últimos anos em inúmeros países europeus, até mesmo nas nações escandinavas, tidas como sendo mais liberais com relação à presença de estrangeiros, como ocorreu na Suécia e na Noruega. 

Logo, um atentado como o que foi promovido por radicais islâmicos contra o Charlie Hedbdo é tudo o que a Extrema-Direita Europeia mais desejava, pois o acontecimento servirá de pretexto para que ela continue pressionando os governos europeus a adotar medidas cada vez mais restritivas contra os estrangeiros (os ilegais, em especial) e contra muçulmanos em particular, bem como servirá para que ela se fortaleça ainda mais nas próximas eleições. 


Segundo o jornalista Pepe Escobar, o que está por trás do atentado em Paris é o seguinte:
1) Foi obra de profissionais;
2) Os serviços secretos ocidentais sabiam que o atentado iria acontecer. 
Obs: Pepe não chegou a ficar sabendo, ainda, e por isso não teve tempo de colocar essa informação no seu texto, mas o Serviço de Inteligência da Argélia avisou ao governo francês, com um dia de antecedência, que um iminente atentado estava sendo preparado para acontecer na França. 
A questão é: O que o governo francês fez com essa informação? Nada, pelo jeito, já que o atentado aconteceu e com extrema facilidade. 
3) Pepe também dá mais algumas informações importantes, como o fato de que o atentado aconteceu logo depois da França reconhecer o Estado Palestino (o que contraria os interesses de Israel) e de François Hollande dizer que era contrário às sanções adotadas contra a Rússia (o que vai contra os interesses dos EUA).

Assim, pergunta-se: Quem estaria por trás do atentado em Paris? Bem, basta ver quem mais se beneficia com o mesmo: A Extrema-Direita Europeia e os Radicais Islâmicos.

Não duvido que o ataque tenha sido planejado e executado por terroristas islâmicos treinados pela Al-Qaeda do Iêmen e que, ao ficar sabendo disso, o Serviço Secreto francês deixou que o mesmo acontecesse, visando tirar proveitos políticos do atentado. 

Logo após o atentado já se registraram casos de ataques contra mesquitas na Europa e a líder da Frente Nacional francesa, Marine Le Pen, defendeu que se promova uma guerra contra o fundamentalismo islâmico, o que é a mesma coisa que George Bush fez logo após os atentados de 11/09/2001.

Portanto, pode-se concluir que o que os extremistas islâmicos e a extrema-direita europeia querem, mesmo, é uma guerra.

Uma guerra fortaleceria a Extrema-Direita europeia e ajudaria a tirar a Europa da grave crise econômica em que ela se encontra já há vários anos e que, segundo o economista Thomas Piketty, está para se agravar fortemente em breve. 

E essa crise, que se arrasta desde 2008 não tem nenhuma perspectiva de ser superada, muito pelo contrário. Devido à duração e profundidade da crise econômica, a taxa de desemprego disparou na Europa, estando em 13% na Itália, 13,9% em Portugal, 24% na Espanha e 26% na Grécia. Entre os jovens europeu essas taxas são muito maiores. 

Então, analisem isso: A Europa caminha para uma Depressão Econômica, certo? Então, qual é a solução para evitar isso? Promover muitas Guerras, é claro. Mas, o que é preciso fazer para poder justificar essas Guerras? É preciso que aconteçam atentados terroristas, é claro.

Afinal, as guerras movimentam a economia, promovem crescimento econômico, geram empregos, aumentam o faturamento e os lucros das empresas - da indústria bélica em especial - e dos bancos que as financiam.

Depois dos atentados de 11/09/2001 os EUA continuaram a crescer economicamente graças, em grande parte, aos gigantescos gastos militares e com as guerras infinitas contra o Terrorismo.

Segundo o economista Thomas Piketty, a França, por exemplo, tem um PIB por habitante em 2014-2015 que é inferior ao que possuía em 2006/2007. Logo, os franceses estão mais pobres, hoje, do que há 8-9 anos atrás. 

Parece que a Europa irá caminhar na mesma direção, agora, ou seja, de tentar sair da crise apelando para guerras, tal como Bush fez nos EUA a partir dos atentados de 11/09. 

O atentado de Paris também deverá ser usado para impor políticas de vigilância e controle sobre a população, tal como os EUA fizeram após os atentados de 11/09/2001. Assim, é só uma questão de tempo para a União Europeia criar o seu 'Ato Patriótico'. O clima político para se fazer isso é mais do que favorável depois desse atentado contra o jornal 'Charlie Hebdo'.

E os radicais islâmicos, por sua vez, viriam reforçada a sua força e o seu prestígio junto às populações dos países muçulmanos pois passariam a ser vistos por um número crescente dos mesmos como sendo a única força capaz de lutar contras as forças imperialistas do Ocidente, que Bin Laden chamava de os 'novos cruzados'. 

Aliás, entre os jihadistas islâmicos são vistos como heróis e mártires aqueles que se sacrificam na luta contra os que eles chamam de 'infiéis'. Isso talvez ajude a entender porque um deles teria esquecido ou deixado de forma intencional a identidade num dos carros usados na fuga. Ele o teria feito porque deseja que todos saibam que ele foi um dos responsáveis pelo atentado e, assim, poderá ser visto pelos muçulmanos extremistas como senod um novo mártir. 

Aliás, foi de justamente de 'heróis' que o Estado Islâmico chamou os autores do atentado contra o jornal satírico Charlie Hebdo. No fim das contas, o Laerte está absolutamente correto no que ele diz em sua entrevista, que é o fato de aquilo que menos importa, para os radicais islâmicos, é a questão da liberdade de expressão. 

Eles não dão a mínima para isso. 

E o pior de tudo isso é que grande parte desse Terrorismo promovido por Radicais Islâmicos é criação do próprio Ocidente.

Assim, por exemplo, os EUA, que tanto falam em 'Guerra contra o Terror', foram os grandes responsáveis por armar o ISIS (Exército Islâmico do Iraque e da Síria), criador do Estado Islâmico. 

Quando o governo da Síria pediu ajuda aos EUA para lutar contra o ISIS, o governo Obama recusou-se a fornecê-la. 

E além disso os EUA forneceram milhões de dólares em armamentos para o grupo terrorista de extremistas islâmicos que, agora, promove até crucificações de cristãos nos territórios que passou a controlar. 

O fato concreto é que ninguém promoveu e fortaleceu mais o Terrorismo na história da humanidade, do que os EUA, que são um Estado Terrorista. 

Vide o Taleban e a Al-Qaeda, que são dois outros grupos terroristas que receberam substancial ajuda financeira e militar dos EUA na época da guerra contra o exército soviético no Afeganistão, quando o então presidente dos EUA, Ronald Reagan, chamava tais guerrilheiros islâmicos de 'Combatentes da Liberdade'. 

Não se iludam. Esse atentado em Paris (e independente de quem tenha sido o responsável por organizá-lo) irá fortalecer duas das piores forças do mundo, que são a Extrema-Direita Europeia, a mesma que criou o Fascismo e o Nazismo, e os Radicais Islâmicos, que costumam aplicar chibatadas em blogueiros que 'insultam o Islã' e que matam milhares de outros muçulmanos pelo mundo afora, que são considerados como sendo 'Apóstatas' pelos extremistas, e para quem os autores do atentados são verdadeiros mártires e heróis cujos exemplos que devem ser seguidos por milhares e milhões de outros muçulmanos. 

Parece que o mundo irá ficar muito tempo nessa verdadeira 'Era das Trevas' na qual vivemos.


Links:

Serviço de Inteligência da Argélia avisou governo francês sobre atentado iminente:

http://actualidad.rt.com/actualidad/162757-inteligencia-argelia-francia-ataque-advertencia

Extrema-Direita europeia se mobiliza contra presença de muçulmanos na Europa:

http://observador.pt/2015/01/08/resposta-da-extrema-direita-pena-de-morte-fechar-fronteiras-e-lutar-contra-o-multiculturalismo/

Líder do Hezbollah condena atentado contra Charlie Hebdo:

 http://www.afp.com/pt/noticia/jihadistas-sao-mais-nocivos-para-isla-que-caricaturas-diz-hezbollah

Pepe Escobar: Quem se beneficia com o assassinato de Charlie:

http://redecastorphoto.blogspot.com.br/2015/01/pepe-escobar-quem-se-beneficia-com-o.html

A criação do Estado Islâmico pelo ISIS:

http://www.publico.pt/mundo/noticia/isis-proclamou-o-califado-com-que-bin-laden-sonhou-1661088

Estado Islâmico diz que autores do atentado em Paris são heróis:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2015-01/estado-islamico-considera-herois-os-autores-do-ataque

Blogueiro saudita recebe chibatadas em público por 'insulto ao Islã':

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/01/blogueiro-saudita-recebe-chibatadas-em-publico-por-insulto-ao-isla.html

Mesquita de Lisboa é vandalizada:

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/mesquita-de-lisboa-vandalizada-1681707

EUA armaram o ISIS, grupo criador do Estado Islâmico:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/reportagens/37414/wikileaks+eua+armaram+estado+islamico+e+se+recusaram+a+ajudar+siria+no+combate+ao+grupo.shtml

Uma prenda para a islamofobia:

http://www.esquerda.net/opiniao/uma-prenda-para-islamofobia/35405

Marine Le Pen diz que França enfrenta uma guerra contra o fundamentalismo islâmico:

http://www.publico.pt/mundo/noticia/le-pen-diz-que-franca-enfrenta-guerra-contra-o-fundamentalismo-islamico-1681695

Al-Qaeda do Iêmen assume autoria dos atentados na França:

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/al-qaeda-no-iemen-assume-autoria-dos-atentados/

Ataque contra Chalie Hebdo: O maior perigo é a islamofobia:

http://www.esquerda.net/artigo/ataque-contra-charlie-hebdo-o-maior-perigo-e-islamofobia/35397

O sentimento de islamofobia se espalha por toda a Europa:

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/01/07/internacional/1420669006_872432.html

Thomas Piketty: Europa está à beira de uma grave crise política, econômica e financeira:

http://cartamaior.com.br/?%2FEditoria%2FEconomia%2FPiketty-Estamos-a-beira-de-uma-grave-crise-politica-economica-e-financeira%0A%2F7%2F32284

Porque a Extrema-Direita cresce na Europa:

http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Por-que-a-extrema-direita-cresce-na-Europa-/6/30898

Militantes radicais islâmicos crucificam 8 milicianos sírios:

http://portuguese.ruvr.ru/2014_06_29/Militantes-radicais-islamicos-crucificam-8-milicianos-sirios-3357/


O Wahabismo Saudita e a sua conexão com as guerras e atentados terroristas pelo mundo! 



Jason Burke explica a origem da Al-Qaeda e do Radicalismo Islâmico:

http://guerrilheirodoentardecer.blogspot.com.br/2010/01/al-qaeda-e-o-radicalismo-islamico-por.html

Do blog do Morris Kachani - Laerte: Atentado contra Charlie Hebdo não tem nada a ver com a liberdade de expressão:

http://blogdomorris.blogfolha.uol.com.br/2015/01/09/laerte-no-brasil-charlie-hebdo-nao-existiria/

Nenhum comentário: