domingo, 5 de julho de 2015

Dados econômicos atuais do Brasil! - Marcos Doniseti!


Dados econômicos atuais do Brasil! - Marcos Doniseti!
Os investimentos estrangeiros diretos tiveram um crescimento significativo no Brasil durante os governos Lula e Dilma. Apenas no primeiro mandato desta, o valor superou US$ 181 bilhões entre 2011-2013. Somados aos US$ 62 bilhões de 2014, no primeiro mandato de Dilma o Brasil recebeu US$ 243 bilhões em investimentos externos produtivos. 
1) O Brasil tem o 7o. maior PIB do mundo, no valor de US$ 2,2 trilhões. No final de 2002, era apenas o 12o. PIB do planeta;
2) O Brasil tem a 6a. maior reserva internacional do planeta, no valor de US$ 371,5 bilhões. Ela é suficiente para pagar 18 meses de importações, o que é um importante indicador da capacidade de pagamento de um país;

3) O Brasil foi o 5o. país que mais recebeu investimentos externos produtivos no mundo em 2014, atingindo os US$ 62 bilhões e se encontra entre os primeiros colocados do ranking desde o governo Lula;
Exportações brasileiras tiveram um crescimento expressivo a partir do governo Lula, acumulando um saldo de US$ 307 bilhões entre 2003-2014.
4) O Brasil é o 2o. maior exportador de alimentos do mundo, sendo líder em uma série de produtos, como é o caso da soja;
5) O PIB do Brasil foi o 3o. país que mais cresceu desde 2008, entre as maiores economias mundiais, ficando atrás apenas da China e da Índia;
6) O Brasil é credor do FMI, algo inédito na história do país. Até o governo Lula, o Brasil sempre deveu 'mundos e fundos' ao FMI. E agora ele é que deve ao Brasil;
7) A taxa real de juros (Selic) do Brasil, atualmente, é de 5% ao ano. No final do governo FHC ela era de 12,5% ao ano (150% maior do que a atual);
A fome desabou no Brasil entre 2002 e 2014, caindo 82,1%. Foi a maior redução que tivemos no mundo, segundo a ONU.
8) A oferta de crédito no final do governo FHC era de apenas 23% do PIB. Hoje, ela está em 59% do PIB. É por isso que, agora, os brasileiros conseguem financiar a compra de imóveis, automóveis, viagens e outros bens e serviços de maior valor.
Antigamente, como a oferta de crédito era muito reduzida, os juros eram bem maiores e, com isso, pouquíssimas conseguiam financiar tudo isso. Hoje, mesmo famílias de menor conseguem financiamentos para a aquisição de bens e serviços de maior valor;
As reservas internacionais líquidas do Brasil tiveram um crescimento gigantesco a partir do governo Lula, passando de US$ 16,3 bilhões, em 2002, para US$ 371,5 bilhões atualmente (aumento de 2179%).
9) A inflação, atualmente, está em 8,8% ao ano. Segundo os tucanos isso é um sinal de que o PT teria acabado com a estabilidade econômica do país. Mas isso é uma mentira deslavada, pois no último ano do governo FHC a inflação foi de 12,5%, bem maior do que a atual;
10) A taxa de desemprego do Brasil, atualmente, é de 6,7%, sendo muito inferior a da maioria das grandes economias do mundo. E ela também é muito menor do que era no final do governo FHC, em 2002, quando a taxa média anual ficou em 12,6%, ano em que o Brasil chegou a ter mais de 11 milhões de desempregados. Somente a Índia tinha mais desempregados do que o Brasil no mundo, naquela época;
11) Em 2002, o Brasil exportou apenas US$ 60 bilhões. Já em 2014, as exportações brasileiras atingiram o valor de US$ 225 bilhões, acumulando um crescimento de 275%.
A dívida líquida do setor público desabou no Brasil durante os governos Lula e Dilma. Ela era de 60,4% do PIB em 2002 e em Maio de 2014 ela tinha caído para 34,6% do PIB. Em Maio de 2015 ela ficou em 33,6% do PIB.
Daí, você fica sabendo de tudo isso e vê os tucanos afirmarem que 'o PT quebrou o Brasil'. A tucanada, realmente, não diz nada que se aproveite e mente na cara-dura.
Temos que lutar contra essas mentiras deslavadas e mostrar à população qual é a real situação do país, que passa por dificuldades temporárias, mas que está bem longe de estar quebrado, explicando ainda que já superamos situações bem piores (como aquela que o Presidente Lula herdou do governo FHC) anteriormente.

Links:
Dívida Pública Líquida fica em 33,6% do PIB em Maio de 2015:
Investimentos externos produtivos no Brasil fecharam 2014 em US$ 62,5 bilhões:
Taxa média anual de desemprego subiu fortemente no governo FHC e despencou nos governos Lula e Dilma. E fechou 2014 em apenas 4,8%.

Um comentário:

Macrom disse...

Gostaria de ver um gráfico do impostometros e do sonegometro desde 1994. Sei que a sonegação fiscal em 2014 foi R$ 502 bilhões. vergonha.