domingo, 2 de outubro de 2016

Voto útil, Sim! - Marcos Doniseti!

Voto útil, Sim! - Marcos Doniseti!
Como os partidos e candidatos progressistas não se uniram no primeiro turno, cabe ao eleitorado progressista escolher um candidato e despejar os votos no mesmo, a fim de levá-lo ao 2o. turno, evitando que as forças golpistas, direitistas e reacionárias conquistem uma grande vitória na eleição municipal e venham a usar o resultado como uma maneira de tentar legitimar o governo Temer, que chegou à Presidência da República de forma inconstitucional. 
Nunca gostei de praticar o voto útil, muito menos no 1o. turno. 

Sempre defendi que no primeiro turno devemos escolher aquele candidato/partido com o qual temos uma maior identificação, com cujas ideias e propostas estamos muito mais próximos.

Mas isso era na época em que ninguém imaginava que um Golpe de Estado poderia ser vitorioso em nosso país, estando em uma situação na qual a Democracia estaria correndo sério risco de ser destruída e onde não tínhamos um Estado de Exceção vigorando, que é o que acontece atualmente.

Em função das circunstâncias excepcionais em que vivemos, no entanto, entendo que neste momento devemos, sim, praticar o voto útil.

O governo golpista de Michel Temer já está mostrando as garras: reprime duramente as manifestações contrárias ao seu governo, infiltra agentes secretos entre os manifestantes, promove prisões ilegais (nos quais o direitos dos presos são desrespeitados), corta verbas publicitárias dos blogs progressistas (direcionando as mesmas para a Grande Mídia e num volume muito maior do que aquele que era dirigido aos blogueiros), intervém de maneira ilegal na EBC (afastando seu presidente, bem como os seus principais colaboradores, todos de perfil progressista).

E tudo isso é feito com o o objetivo de silenciar e destruir a oposição democrática e progressista. 
Repressão às manifestações que pedem pelo 'Fora Temer' são duramente reprimidas pelo país afora. Assim, um direito fundamental da população, o de se manifestar de forma livre e pacífica, estão sendo destruído aos poucos em nosso país. 
A operação Lava Jato perdeu todas as suas inibições e é utilizada, de forma explícita, para perseguir as forças progressistas (Lula e o PT, em especial). 

E se tudo isso já está sendo feito antes mesmo das eleições terminarem, imaginem, então, o que acontecerá se os principais partidos golpistas (PMDB, PSDB, DEM, PP, PTB, PR, PSC, SD, PSB, PPS) vencerem essas eleições com folga. 

Logo, ou as forças progressistas se unem desde já ou serão massacradas, sem maiores dificuldades, por esse governo retrógrado e golpista e ilegítimo de Temer. 
Infelizmente, as direções dos partidos progressistas não conseguiram se entender (se é que tentaram fazer isso) a fim de fechar acordos e alianças já no 1o. turno, então cabe ao eleitorado progressista praticar o voto útil, sim. 

E não se trata de acreditar em pesquisas, que são claramente manipuladas (basta ver as pesquisas Ibope e Datafolha para a prefeitura de São Paulo, que apontam cenários totalmente diferentes para o resultado da eleição), mas de escolher um candidato progressista e despejar os votos no mesmo, a fim de levá-lo ao 2o. turno. 
A Grande Mídia procura dar um tom positivo às medidas do governo Temer que são extremamente prejudiciais aos trabalhadores, como o aumento da jornada de trabalho para até 12 horas diárias.
Com isso, mostraremos que o país está, no mínimo, dividido politicamente e enfraqueceremos o governo Temer, dificultando a imposição das políticas retrógradas que o mesmo já está começando a implementar: fim da CLT, privatizações desnacionalizantes (do pré-Sal, da Petrobras, etc), fim do SUS, congelamento dos investimentos sociais por 20 anos, retrocesso na Previdência Social (com as novas regras valendo para quem já está no mercado de trabalho). 

Se as forças progressistas ficarem de fora do 2o. turno em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte, Curitiba, Belém, Manaus, Fortaleza, enfim, nas maiores e mais importantes cidades do país, a Grande Mídia e o governo Temer irão cantar vitória, dizendo que a população 'legitimou' o governo golpista e que a mesma apoia os planos deste, o que é uma deslavada mentira. 

Afinal, esta é uma eleição municipal, na qual os eleitores tomam as suas decisões em função do cenário local, da sua cidade, e não com base no cenário nacional. 

E daí os eleitores acabam, muito frequentemente, votando em um amigo ou em um parente, independente do partido ao qual o mesmo pertença ou de qual seja a posição do mesmo em relação aos planos do governo federal.
Além de todos estes retrocessos, o governo Temer não repassa os recursos do FIES para as Universidades privadas já há três meses. E se os recursos não forem repassados, as bolsas concedidas aos estudantes serão cortadas, inviabilizando a permanência dos mesmos no Ensino Superior. Enquanto isso, Temer concedeu inúmeros reajustes para categorias privilegiadas do setor público, que são as melhor remuneradas. 
Mas o discurso da 'legitimação' do governo golpista será martelado incessantemente, pela Grande Mídia e pelo próprio governo golpista, caso os partidos que o apoiam vençam as eleições com bastante folga. 

Assim, com uma derrota fragorosa dos partidos e candidatos progressistas, Temer e seu governo ilegítimo conseguirão enfiar goela abaixo do país todos os seus planos retrógrados: entrega do pré-sal, privatizações desnacionalizantes, fim da CLT, retrocesso na Previdência Social, repressão e criminalização dos movimentos sociais.

É isso que vocês querem para o Brasil?

Não, né?

Então, em função destas circunstâncias bastante especiais, é que eu defendo a prática do voto útil já no primeiro turno desta eleição. 

A luta continua!


Guilherme Boulos, líder do MTST, é um dos defensores da opção pelo voto útil em favor dos candidatos progressistas mais fortes nesta eleição municipal. 


Links:

Governo Temer não repassa verbas do FIES desde Julho:

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/257980/Governo-Temer-n%C3%A3o-paga-taxas-do-Fies-desde-julho.htm

Governo Temer promove pacote de bondades no valor de R$ 125 bilhões:

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,pacote-de-bondades-de-temer-chega-a-r-125-bi,10000060099

Estelionato Eleitoral: Proposta de 'reforma' da Previdência Social será enviada ao Congresso Nacional somente depois da eleição municipal:

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/09/28/internas_economia,808481/temer-cede-e-adia-reforma-da-previdencia-para-depios-da-eleicao.shtml

Temer e o fim dos Direitos Adquiridos: 'Reforma Trabalhista' de Temer diz que para ter direito a Férias e 13o. Salário, trabalhadores terão que negociar com as empresas:

http://oglobo.globo.com/economia/proposta-de-reforma-trabalhista-preve-negociacao-ate-de-ferias-13-salario-19864000

Nenhum comentário: