quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Brasil: Grande Capital têm o controle da situação! – Marcos Doniseti!

Brasil: Grande Capital têm o controle da situação! – Marcos Doniseti!
Capitalismo Neoliberal é isso aí...

Vi o comentário abaixo em uma página de uma amiga do Facebook  e decidi comentar o mesmo.

Obs: Não foi ela que escreveu o comentário. Ela apenas o reproduziu.

"Hoje deu uma preocupação. O PIG tá queimando demais o Congresso. Dá manchete até para um ministro do STF falando em "Fechamento do Congresso". O Congresso, a gente sabe, quem chegar primeiro ocupa. A dúvida é se vai ser a cúpula golpista (cansada das estratégias do PMDB que sempre trava a bola em campo e não devolve a eles), milicos ou esquerda. Não existe hoje, nem da parte dos coxinhas, qualquer ímpeto de defesa ao Congresso, já que todos consideram aquilo um covil de ladrões. Uma coisa é certa: O comando geral do golpe perdeu o controle da situação, e o Brasil é hoje um barco à deriva."

Isso é ilusão. Esse comentário foi escrito por alguém que vive no mundo da Lua, na Ilha da Fantasia, em meio a fadas e duendes. 

O fato concreto é que o atual consórcio governista está no total controle da situação do país atualmente.

Tanto isso é verdade que eles até se dão ao trabalho de entrar em conflito entre si e de forma pública, o que não deveria ser surpresa para ninguém e por vários motivos. 

Em primeiro lugar, as Esquerdas foram massacradas pelo Golpe e foram dizimadas nas eleições municipais, das quais os partidos governistas saíram amplamente vitoriosos.
Olha o Capitalismo Neoliberal em ação...
O governo ilegítimo do país sequer precisa se preocupar com a oposição das mesmas, de tão enfraquecidas que elas estão. As Esquerdas estão tão enfraquecidas e divididas que elas sequer conseguiram colocar um candidato no segundo turno da eleição para a Presidência da Câmara dos Deputados e são derrotadas em todas as votações que ocorrem no Congresso Nacional. As manifestações convocadas por ela também atraem poucos milhares de pessoas pelo país afora.

E tanto isso é verdade que mesmo o governo de Temer, altamente impopular sem nenhum carisma ou capacidade de dialogar com a população, consegue aprovar, no Congresso Nacional, sem maiores dificuldades, reformas e PECs extremamente impopulares. 

Isso demonstra que o Congresso está totalmente dominado pelas forças governistas. 
A questão é muito mais complexa do que esse comentário diz. 

A questão é que o movimento golpista sempre foi dividido em inúmeras facções e tendências, com seus próprios interesses, e é claro que, em algum momento, quando os mesmos entrassem em choque, eles iriam se digladiar. 

E depois que eles derrubaram Dilma em definitivo, os conflitos entre os diferentes grupos e segmentos golpistas vieram à tona, o que era mais do que previsível. 

A derrubada e o afastamento definitivo de Dilma e o atendimento aos interesses do Grande Capital (nacional e estrangeiro, se é que é possível separá-los atualmente) é o que, de fato une o consórcio governista brasileiro neste momento. 

E é justamente por isso que não teremos nenhum ‘anula o Golpe STF’ e tampouco o ‘Volta Dilma’. Pedir por isso é o mesmo que pedir por ‘Volta Fidel’ ou ‘Volta Che Guevara’.
Será que, algum dia, o povo brasileiro irá despertar e lutará contra a destruição dos seus direitos por um governo ilegítimo?
E é isso que vemos quando STF, Temer, MPF, PGR, PF, procuradores da operação Lava Jato entram em choque. Isso não passa de um conflito que ocorre dentro do atual consórcio governista. 

Não se trata, portanto, de um conflito entre Governo X Oposição. 

Mas quando se trata de atender aos interesses do Grande Capital, que é o verdadeiro comandante e líder deste Golpe, a união dos segmentos e grupos governistas se revela. 

Isso explica porque o STF e Renan Calheiros chegaram a um acordo. Afinal, Renan é fundamental para que as PECs sejam aprovadas no Senado. 

E vejam que até uma Reforma da Previdência que, na prática, desmonta a Previdência Social brasileira, foi aprovada com folga na CCJ da Câmara dos Deputados. 

E o governo ilegítimo do país também não precisa se preocupar com as manifestações populares, que atraem poucos milhares de pessoas. 

A quase totalidade da população vive numa total apatia e conformismo, e mesmo quando é convocada para os atos, não o faz, preferindo ficar dentro de casa assistindo televisão e jogando videogame. Isso quando está caçando Pokémon... 
Se os brasileiros não saírem às ruas e não se mobilizarem contra os planos do governo Temer, todos os seus direitos (políticos, sociais, trabalhistas, previdenciários) acabarão sendo destruídos. 
Provavelmente, a população somente sairá às ruas quando a 'Rede Globo' convocá-la para os protestos.

Então, não há nenhuma possibilidade de que a esquerda ou os militares ocupem o Congresso. Afinal, este já foi devidamente ocupado e está quase que totalmente sob o controle dos interesses do Grande Capital. Os militares somente interviriam se fossem chamados para isso pelo Grande Capital. Foi assim em 1945, em 1954 e em 1964. E é assim em 2016. 

O Grande Capital manda e as instituições do país obedecem. 


É isso.

Nenhum comentário: